Por que os 30 não são os novos 20

Alerta: se você tem entre 20 e poucos e 30 e poucos anos, é possível que este vídeo te perturbe. Se já passou disso, também.

Estava nas minhas andanças pelos vídeos do TED (se ainda não conhece, recomendo muito) quando me deparo com este aí de cima. Quem fala é a psicóloga americana Meg Jay, especialista no atendimento de pacientes com vintes e poucos. No vídeo, ela explica porque – ao contrário do que muitos dizem – os 30 anos não são os novos 20. O ponto dela é bastante simples: a década entre os 20 e 30 é a mais decisiva no que diz respeito a como será sua futura vida adulta, seja em relação ao trabalho, relações amorosas e familiares ou a que pessoa você irá se tornar.

Ted1

Ela afirma que sim, estamos fazendo tudo mais tarde – inclusive morrendo mais tarde. Porém, NADA acontece se NADA for feito aos 20, quando se pensa (equivocadamente) ter ainda uma década inteira para “iniciar” a vida.  E se, aos vintes e poucos é perdido tempo em trabalhos ou relacionamentos insatisfatórios, está sendo mal gasto um período precioso que definirá quem seremos.

Ted2

AÍ você assiste um vídeo como este, e fica assim:

Aos 20 anos

Iupiii, tenho todos os 20 pela frente!

Iupiii, tenho todos os 20 pela frente!

Aos 25 anos

Ai meu Deus, o que eu to fazendo com a minha vida?!

Ai meu Deus, o que eu tô fazendo com a minha vida?!

Aos 29 anos

Ai meu Deus, o que eu fiz com a minha vida?!

Ai meu Deus, o que eu fiz com a minha vida?!

Hehehe, ok, não vamos radicalizar. Há também a chance de que você aos 20 e poucos já esteja colocando em ação seus planos de dominar o mundo. E que neste momento, seja ele qual for, as coisas estejam em um caminho que te agrada. Mas caso não estiverem, não há motivo para pânico, mas para mudança. Uma vez alguém me disse que os 30 eram bem melhores do que os 20 porque todas as decisões importantes da vida já tinham sido tomadas. Na vida real nem sempre é assim; os 20 até podem ser o período crítico, e acredito que devam ser vistos desta forma. Mas também acredito que nunca é tarde pra mudar alguma coisa ou começar alguma coisa (eu, por acaso, resolvi começar um novo – e sonhado – curso de graduação aos 26 e está sendo lindo <3). O mais importante é não ficar parado.

Mexendo, mexendo, mexendo.

Mexendo, mexendo, mexendo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s