Melhores 2015

Ainda sobre 2015, e seguindo no cultivo de listas, aí vão os melhores do ano, segundo o IAGO (Instituto Ana de Gostos e Opiniões).

Livro: Tudo são histórias de amor – Dulce Maria Cardoso

Dulce

O livro é de 2014, mas foi lido em 2015 então é o que conta 😛                                                    A primeira vista esse livro pode enganar pelo título água com açúcar. Mas ele é brutal em vários momentos. E maravilhoso. E me abalou como há algum tempo nenhum outro livro fazia. Dulce, mal te conheço, mas já te considero pacas ❤

 

Filme: Birdman

Eu amei tudo nesse filme: as atuações, a maneira como foi filmado, o humor ácido, a trilha sonora… Não vi nenhum outro em 2015 que tenha gostado tanto.

Mas faço uma menção honrosa ao Que horas ela volta? e ao Olmo e a gaivota MARAVILHOSOS!!!

 

Série: Sense8

Diferente de qualquer outra coisa lançada em 2015. Conservadores devem ter ficado de cabelo em pé. Tem falhas de roteiro? Tem. Cai em alguns estereótipos? Cai. E ainda assim consegue ser ótima. Em particular, me emocionou esta cena com um baladão duvidoso dos anos 90.

 

Youtuber: Jout Jout

Nunca, NUNCA na vida fui de acompanhar canais do Youtube. E os tais “Youtubers”, muito menos. Via alguns vídeos aleatórios, mas nunca tive muita paciência. Depois do sucesso do vídeo do batom vermelho (aqui), descobri a Jout Jout e virei fã. Os vídeos dela tratam desde assuntos sérios (como esse do batom, sobre relacionamentos abusivos), até outros com temas bem leves e bobagentos – daquelas coisas loucas da internet que parecem só fazer sentido (e terem graça) nela. Exemplo supremo disso, o clipe do funk com o questionamento eterno “Biscoito ou bolacha?”. Mas já que estamos (ainda estamos?) em época de resoluções de ano novo, deixo este vídeo:

 

Site: Lugar de Mulher

Lugar

Escrito por Ana Paula Barbi, Clara Averbuck e Mari Messias. Textos ótimos, ótimos, ótimos. Bom conteúdo, bem escritos, engraçados (quando possível), informativos. Foi um desses que me apresentou a Nina Simone, então não precisava de muito mais para ser maravilhoso 🙂 (mas é).  A descrição do próprio site é melhor do que qualquer uma que eu tente fazer, então clique aqui.

 

Show: Foo Fighters

ff

Eu quase não acreditei quando soube que eles viriam em Porto Alegre. Foi lindo, foi muito lindo. Rolou uma lágrima quando tocaram a música aqui de baixo, e olha que eu não sou de me emocionar em shows (mentira, eu choro em todos).

 

Música: não achei uma favorita nesta categoria que fosse de 2015. Aí pedi socorro ao Google e constatei que não conhecia 90% das músicas que diziam serem as melhores do ano. Deixo aqui então um Beatles, porque todo ano é sempre bom (pelo menos é o que diz o IAGO).